WWW.VIAORGANICA.COM.BR

NOTÍCIAS

PR: Vigilância Sanitária aponta uso de agrotóxico proibido

CURITIBA - Estudo realizado por técnicos da vigilância sanitária da Secretaria da Saúde do Paraná apontou o uso indevido de agrotóxicos proibidos em frutas e hortaliças produzidas no estado. A pesquisa também constatou excesso de resíduos dos pesticidas nos alimentos. O produto que apresentou maior incidência de agrotóxico foi o morango. Nas 78 amostras pesquisadas 57 estavam irregulares e, destas, 52 eram por uso de agrotóxicos não autorizados para este tipo de cultura.

Os outros alimentos pesquisados que preocupam os responsáveis pela pesquisa foram o tomate e a maçã, que tiveram presença de resíduos em mais de 90% das amostras. Os produtos agrícolas constantes nesta primeira fase da pesquisa, que será contínua, foram a alface, batata, banana, cenoura, laranja, maçã, mamão, morango e tomate, todos coletados em grandes redes de supermercado. Do total de 407 amostras analisadas, 225 apresentaram algum tipo de resíduo.

Destas, foram identificados 21 princípios ativos nos alimentos, sendo que 11 foram encontrados no morango, seis na maçã e cinco no mamão. O material analisado vai servir de subsídio para que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e secretarias de Agricultura de outros estados possam agir na cadeia de produção, auxiliando os agricultores a cuidar dos alimentos. Da Agência Brasil SABOR DA MATA- MAIS INFORMAÇÕES De: João Arthur Matta Martins" jmatta@terra.com.br , 16/03/2004

 

Colorido e ecológico

Agência FAPESP - Pesquisadores da Embrapa Algodão, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, estão desenvolvendo, no interior da Paraíba, um projeto de agricultura ecologicamente correta e voltada para o uso sustentável dos recursos hídricos. Em parceria com a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) e com a Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas (Facisa), o projeto deve começar nos municípios de Cabaceiras e Patos. A idéia é utilizar as cidades com as menores taxas de pluviosidade da Paraíba para implantar o reuso de água. Estima-se que, na região, cada habitante utilize em média 100 litros de água por dia, que podem ser reutilizados na irrigação de culturas agrícolas.

Os pesquisadores da Embrapa Algodão pretendem também difundir o cultivo do algodão naturalmente colorido na região. Segundo eles, seis municípios já estão preparados para ingressar no cultivo orgânico de variedades do produto desenvolvido pela instituição de pesquisa federal. “São cerca de 200 hectares cultiváveis que podem dar aos agricultores ganhos até 40% superiores em relação ao cultivo convencional”, disse Napoleão Beltrão, da Embrapa Algodão.

O plantio de algodão colorido de forma orgânica pode se tornar um grande filão para a economia agrícola local, mas necessita ainda de uma certificação especializada, concedida por um organismo internacional, para garantir que o cultivo se dará sem o uso de qualquer insumo agrícola. Segmentos da cadeia têxtil local estão tentando viabilizar a contratação de uma empresa especializada que faça a certificação.(17/03/2004).

AGRORGANICA - O PORTAL DA AGROECOLOGIA BRASILEIRA